segunda-feira, 14 de março de 2011

Pastor brasileiro no Japão diz que Deus guarda

Depois do terremoto e tsunami no Japão, pastor brasileiro disse, "Deus ele realmente guarda ele protege aqueles que são seus".

A região afetada pelo terremoto e posterior tsunami já apresentou até o momento mais de 1.300 mortos e mais de 1.400 desaparecidos nas áreas afetadas.

Pastor da Igreja Internacional da Graça de Deus (IIGD) na cidade de Toyota, província de Aichi, no Japão, Serikako Hiroshi, falou antes de sua pregação nesta sexta-feira, que foi possível sentir o terremoto.

O tsunami seguido ao terremoto e alcançou as áreas da cidade de Sendai arrastando carros, barcos em imagens impressionantes. Ainda não há informações sobre vítimas brasileiras, segundo o embaixador do Brasil no país. Na região próxima ao epicentro, segundo informações da embaixada, vivem aproximadamente 17 mil brasileiros.

A outra sede da Igreja IIGD, localizada em Gunma na região nordeste do país, mais próximo ao local terremoto, chegou a ser atingida, mas sem grandes estragos. "A nossa Igreja de Gunma também foi atingida, faltou luz, não quebrou nada, mas eu não sei se o pastor conseguiu fazer a reunião lá hoje," informou ele.

Segundo ele, foi feito contato com a Igreja e foi informado que a cidade estava sem luz. "Ficou um caos na província de Gunma, em Oizumi." Hiroshi relatou que o pastor da Igreja de Gunma teria dito que, "as casas ao redor até destelharam, e que parecia que iria cair tudo. Mas o lugar onde eles moram estava tranquilo."

"Deus ele realmente guarda, ele protege aqueles que são seus," disse o pastor.

Hiroshi falou sobre a confiança em Deus ao confortar a sua mãe que está no Brasil. Ele disse não estar tão preocupado. "As balas do Brasil matariam mais do que os terremotos daqui," disse ele.

"O importante é que a gente esteja com Deus, confiando e andando com Deus," falou ele com confiança.

Fonte: CPAD News

Receba as novidades do Setor 20 em seu E-mail

Seguidores